quarta-feira, 19 de abril de 2017

Aprendendo com José - Parte 2


E José apressou-se, porque o seu íntimo moveu-se para o seu irmão; e procurou onde chorar, e entrou na câmara, e chorou ali. Depois, lavou o rosto e saiu; e conteve-se e disse: Ponde pão. (Gênesis 43.30-31)

O trecho acima acontece quando os irmãos de José vão até ele com o irmão caçula, Benjamim, seu único irmão de mesma mãe, que não via há aproximadamente treze anos. Com ele podemos aprender o que fazer quando nosso coração é posto à prova com emoções intensas.

  • Vá até o seu quarto e chore ali
Jesus nos ensina a orar em oculto, pois nosso Pai que vê em oculto nos recompensará (Mateus 6.6). Chorar publicamente nos expõe a um grave perigo: A autocomiseração. "Ninguém me ama! Ninguém me quer! Meus problemas são maiores do que eu posso carregar! Ninguém sofre como eu!" são apenas algumas das frases que saem de nossas bocas quando dominados por esse sentimento.

No quarto, no secreto, além de não termos ninguém para nos dar tapinha nas costas, nem nos preocuparmos em receber atenção, ainda somos confrontados pelo próprio Deus que nos encontra no secreto. "Seja forte! Não tenha medo! Vá lá fora para que eu mostre a todos que Eu Sou Deus!". Ele não condenará o nosso choro, mas nos dará a resposta que precisamos, ou o silêncio, ou a paz, ou a força.

  • Lave o rosto antes de sair
Nada de sair na rua com olho inchado e nariz vermelho, senão chorar em secreto se tornaria totalmente vão. Nossos sentimentos intensos não cabem à multidão. O que acontece no quarto, fica no quarto. A intimidade não serve para ser revelada. Não podemos fazer as coisas com a intenção de sermos notados.

José poderia voltar com o semblante mudado e ninguém ousaria contestar, afinal ele tinha poder para mandar que todos eles fossem mortos. Mas ele entendeu que não era tempo de revelar o que estava em seu coração.

  • Contenha-se
O restante da conversa não dizia respeito a José. O assunto em pauta eram seus irmãos, e naquele momento não importava como estava o coração do governador. Se existe momento de explodir em secreto, exite momento de se conter. Não falar sobre a dor, ou a paixão, ou o luto, ou a euforia. Voltar todo o nosso olhar para os outros. É preciso ter auto controle e se dispor a controlar seu próprio espírito.

  • Ponha pão
Depois de se recompor, José ordena aos servos que ponham pão para seus irmãos. Depois de ter as forças renovadas pelo próprio Deus, é hora de alimentar outras pessoas. É quase desumano pensar somente em nossos problemas - que inclusive estão sendo cuidados por Deus - enquanto pessoas morrem de fome do Pão da Vida.

Quando despimos nossas almas diante de Deus, Ele não só cuida de nós como também nos capacita para cuidar de outras pessoas. Já estamos alimentados, fortes, mas há gente que depende de nós para não desfalecer.

A princípio, as emoções intensas apontam para nós, mas quando colocamos diante de Deus, crendo que Ele cuida de nós, percebemos que se trata de algo muito maior: O Reino de Deus. Então todos os nossos esforços se voltam para guiar os famintos ao Pão Vivo.

"Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade,
porque ele tem cuidado de vós."
(1 Pedro 5.7)


quarta-feira, 5 de abril de 2017

Aprendendo com José - Parte 1


José, o famoso sonhador, sempre esteve em posição de destaque. Dentre seus irmãos, seu pai tinha por ele uma afeição especial; quando levado como escravo, governou sobre a casa de um homem importante; na prisão, foi colocado como responsável; e ao final de sua vida é o segundo maior de todo o Egito. Com José conseguimos tirar algumas lições muitíssimo importante para nossas vidas:

  • Não espere as condições favoráveis para fazer o seu melhor
É muito fácil olhar para José e dizer que ele foi excelente diante de Faraó, afinal, ele estava no auge de sua vida, sendo menor que faraó somente pela coroa. Mas a excelência de José independia das circunstâncias. Quando a mulher de Potifar agarrou sua roupa para que ele se deitasse com ela, não esperou para ver no que dava. A consequência? Foi sentenciado à prisão. E mesmo lá, permaneceu excelente. Quando o copeiro e o padeiro de Faraó, que também estavam presos, tiveram sonhos que não entenderam, José os interpretou, mesmo dentro da prisão.

Não podemos fazer as coisas de qualquer jeito só porque não condiz com nossos talentos ou gostos pessoais. Provavelmente José não queria ser vendido como escravo, nem ser levado preso, mas continuou sendo excelente, da mesma forma que era na casa de seu pai.

  • Honre a Deus e o Senhor estará contigo
Nas duas vezes que a expressão "E o SENHOR estava com José" aparece em Gênesis (39.2; 39.21), logo após seus senhores (Potifar e o carcereiro-mor) achavam graça em José. José fazia tudo o que fora instruído, honrando a Deus e aos homens. O que era colocado em sua mão, ele fazia. Porém, quando ele não podia agir, Deus agia por ele.

Precisamos fazer o que está ao nosso alcance. Sem choramingar, sem procrastinar. Com garra e determinação, transparecendo sempre a excelência com que Cristo caminhou por essa terra. Onde o nosso braço não alcançar, o de Deus alcança. Não precisamos temer que as portas se fechem em nossa cara quando Deus nos mandou passar pela porta. Nem tudo será borboletas e arco-íris, mas em tudo podemos crer: O Senhor estará conosco!

O sofrimento virá, assim como as emoções que agitam o coração, mas Ele estará conosco. Que como José, venhamos aprender que nossa excelência não deve depender das circunstâncias, e que não existe impossível para o nosso Deus.

domingo, 19 de março de 2017

Ainda é cedo


Ei! Posso te dar um conselho?
Sossega esse teu coração
E vê se para de buscar
Tudo o que te falta.
Será que não vês que ainda é cedo?
Tens até o fim da vida
Pra tratar tuas feridas,
Construir tua carreira,
Colocar teu pé no altar.

Falando em pé, compre um All Star
Ou um tênis esportivo
Pois extenso é o caminho
E acabou de amanhecer.

Será que não vês?
Eis o tempo de crescer,
De apanhar sem revidar,
De sangrar e não morrer.

Figurinhas, boneca, amarelinha
Foi-se o tempo, deixe pra trás!
Se queres mesmo ser
Alguém de verdade
Trate de desligar a TV,
O celular e o 3G
Bota a cara no sol e vá viver!

Será que não vês?
Tens a força que daqui uns anos não terás
Tens os sonhos, os recursos
E o que falta?
Não me diga que é tempo!
Será que não vês que ainda é cedo?

És jovem
És forte
E o tempo está a seu favor
Não troque o caminho que te levará a algum lugar
Por trilha de prazer, explosão de sabor.

Será que não vês que ainda é cedo?
Vamos, levante-se, não tenha medo!
O que te falta hoje
Há de vir com o tempo.
Quanto a você
Precisa escolher
Se quiser pode usar o meu conselho
Escute o que eu digo
Sossega essa alma
Que ainda é cedo.

quinta-feira, 9 de março de 2017

O dia depois do Amanhã


"É utopia!", respondeu quando disseram que depois do Amanhã havia Outro dia. Amanhã, o dia da tortura e do abate final, não poderia anteceder outro sol a nascer.

A angústia fazia o coração pesar a massa do corpo inteiro. Roteiro: Aproveitar os últimos momentos de paz tendo em paz o coração. Realidade: À noite suar frio por desespero e antecipação.

Depois do Hoje há outro dia, o temido Amanhã. Parecia grande mentira recitar as palavras que davam esperança de que havia vida após o nó na garganta, o murro no estômago e as terríveis horas de alma trancada numa sala fria.

"Depois do Amanhã não pode haver um Outro dia!", repetia.

Como os segundos que dizem anteceder a morte, em que todos os momentos bons e ruins passam diante dos olhos, torturava-se, mas não com o passado. Futuro. O presente era uma salão escuro. Sala de espera para o matadouro.

Pobre ovelha, tão vivida e tão ingênua. Não sabes que não se trata de abate, mas apenas de tosar? Pode ser que por descuido ou descaso você saia sangrando, mas é ferida pequena - ou mesmo grande - e perfeitamente possível de se estancar.

Não minto ao dizer que o Amanhã lhe fará sofrer, mas a morte é exagero. Amanhã, você já sabe, tem chibatada nas costelas, vinagre na boca e angústia na alma. Mas vê se te acalma, que o Amanhã ainda nem chegou! Fica em paz, o que passou, passou. O que há de vir, não veio. Não se drogue de ansiedade nessa brisa de desespero.

A sua tarefa é entender que o Hoje não carrega a dor do Amanhã. Portanto sorria, e não deixe esse radiante dia passar apenas por medo do sucessor. O Amanhã vai chegar, mas até lá você pode deitar, dormir e descansar. Quando chegar, receba-o com força, coragem e fé. Se um desses te faltar, não se preocupe. Mesmo que a tua ferida sangre um pouco mais, depois do Amanhã tem Outro dia. Então entenderás que não é utopia, apenas o ciclo que compõe a vida. A gente caminha, cai, e logo levanta. A queda não é o final, mas um novo ponto de partida.

Se o caso for de alma aflita com inesperada notícia, não pense que é o fim. É apenas o Amanhã que chegou sem avisar, com dor, tristeza e luto. Não se dê por vencido antes do show terminar. O Hoje agora é Ontem, com memórias de um passado bom. O Amanhã agora é Hoje, com os instrumentos de tortura em mãos. Amanhã é Outro dia.

Viva o que tiver que viver. Doa o que tiver que doer. Que tédio seria se a vida fosse todo dia, tudo igual. Mas quer saber de uma coisa? Mesmo sabendo que logo, logo terá de caminhar sofrendo e chorando, sossega a alma, o coração, e o que tiver mais pra sossegar. Basta a cada dia o seu mal!

sexta-feira, 3 de março de 2017

Escolha esperar em Deus


Vivemos num mundo a um clique de distância entre onde estamos e onde queremos chegar. Esperar é praticamente uma tortura. Nos tornamos impacientes. Não aceitamos que o trânsito altere nosso planos. Que dirá ter os planos alterados por Alguém que não se vê!

Esperar em Deus. A expressão hoje em dia é tão utilizada que chegou a se tornar banal. Mas saiba que essas palavras ainda têm o mesmo significado diante do Criador do Universo. Esperar é uma atitude para a vida toda mas, como de costume, trataremos aqui da espera na área sentimental.

"Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, pelas gazelas e cervas do campo, que não acordeis nem desperteis o amor, até que queira"
(Cantares 2.7)

Nunca acorde a criaturinha que está em seu casulo. Isso resultará na quebra de um processo que a transformaria em uma bela borboleta. Como diria Marcela Taís: "O amor, ele não é cego, ele sabe os passos que precisa dar". Não queira ensinar o amor a caminhar. Se você o avista de longe, com passos lentos, não corra ao seu encontro. Nem mesmo se ele estiver a três passos de ti. No tempo certo ele vai chegar.

Se o amor está dormindo, deixe-o dormir. Ninguém vai querer um amor mau-humorado ou com pensamentos desconexos. Deixe que ele durma em paz! Somente Deus tem o toque certo para acordar esse tal de amor, para que ele venha perfeito.

Paul Washer, em um seminário sobre namoro cristão, nos diz que apaixonar-se não é o sinal para que você se relacione. Quando sentirmos as borboletas no estômago, o palpitar do coração e a alegria inexplicável com o menor dos contatos, está na hora de nos prepararmos. É tempo de buscarmos na Palavra quem Deus quer que sejamos como homens e mulheres que honrem a Ele.

Antes de pensar que Deus é um carrasco que quer te privar de ser feliz, lembre-se: Deus é o maior casamenteiro de todos os tempos! Foi Ele quem preparou Rebeca para Isaque, lembra? Quantas histórias de amor ouvimos hoje em dia, Deus como escritor, que deram errado? Nenhuma! Deus nunca erra em seus palpites, nem se precipita em suas ações - diferentemente de nós.

Pare de pensar em namorar. Pense em se tornar alguém pra Deus! Não toque no casulo. Nem tente espiar lá dentro. Enquanto você busca ser alguém pra Ele, Ele prepara a pessoa para ser alguém para você, e você para ela. Quer alguém que conheça os dois melhor do que Deus?

Temos que deixar essa mania de achar que tudo é na tentativa e sorte. Deus é certeiro. Depois de lançar uma flecha, Ele não a pega de volta para lançar novamente, nem lança uma flecha nova. Vamos parar de ser teimosos e, em vez de orar: "Senhor, por favor, prepare ele/ela para mim", passemos a dizer: "Senhor, tu conheces o meu coração e o meu desejo. Contudo, seja feita a Tua vontade".

Sejamos maduros. Se não somos, esse é um ótimo momento da nossa vida para desenvolver isso. Já estamos crucificados com Cristo (Gl 2.20), não vivemos mais para nosso querer.

Deixa Deus cuidar de você nesse momento tão delicado. Recuse-se colocar as vendas da ilusão. Não se precipite achando ser a melhor forma. Só viva e busque cumprir a vontade de Deus, e o Deus da vida cumprirá o Seu querer em ti.

"Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe deve acrescentar e nada se lhe deve tirar. E isso faz Deus para que haja temor diante dele."
(Eclesiastes 3.14)